dicas

Cortisol

Cortisol. O século XXI nos reserva uma vida de correria, falta de tempo e muitos compromissos diários. A maioria das pessoas precisam se dividir entre o trabalho, a casa, a família, amigos e problemas que nunca param de aparecer e [...]

Cortisol

Cortisol. O século XXI nos reserva uma vida de correria, falta de tempo e muitos compromissos diários.

A maioria das pessoas precisam se dividir entre o trabalho, a casa, a família, amigos e problemas que nunca param de aparecer e precisam ser resolvidos.

Com tudo isso acontecendo, o estresse muitas vezes acaba se instalando e trazendo com eles várias outras complicações.

Mas o que causa o estresse em nosso corpo?

Como evitá-lo em meio à confusão diária?

O cortisol é um hormônio produzido e secretado acima dos rins, pelas glândulas suprarrenais.

Ele é conhecido pelo hormônio do estresse e, quando se encontra com seus índices alterados no sangue, tanto alto como baixo, pode ser o principal causador do estresse.

Antes de você continuar lendo, eu tenho uma dica bem legal para você

Tenho Mais Uma Dica Para Você

Os níveis de cortisol no sangue alteram-se durante o dia, sendo geralmente mais altos de manhã e mais baixos no período da noite.

Essa oscilação é natural e não prejudica em nada o funcionamento do organismo.

Porém, quando o aumento ou diminuição são bruscos demais e contínuos, é preciso ter cuidado.

Sintomas e decorrências do cortisol alto

–  Se o quadro não for revertido a tempo, algumas doenças podem atacar o corpo de quem está com os níveis de cortisol altos no sangue.

São elas: Obesidade, hipertensão, diabetes, riscos de infarto, hipertensão e derrame, aumento do colesterol e dos níveis de triglicerídeos, pressão alta, osteoporose.

– Diminuição da libido e irregularidade da menstruação.

– Queda de cabelo e efeito quebradiço nas unhas.

– Ressecamento da pele.

– Perda de memória e de concentração.

– Dificuldade de aprendizado.

Cortisol

Cortisol

– Perda de massa muscular.

– Aumento de peso.

– Sono perturbado.

– Cicatrização lenta.

– Baixo crescimento.

Sintomas e decorrências do cortisol baixo

– Depressão.

– Cansaço.

– Fraqueza.

– Aumento repentino da ingestão de doces.

Os alimentos não contêm cortisol, porém a alimentação interfere nos níveis de cortisol no sangue.

O consumo de vitamina C, que se encontram na laranja, kiwi, limão e morango, a diminuição da cafeína e a ingestão de inhame,

são alguns passos importantes para equilibrar o hormônio no corpo.

Exame e tratamento

Consiste em um exame de sangue comum, que pode ser feito em um laboratório ou hospital, aplicado por um profissional da saúde.

Grávidas e lactantes são autorizadas a fazê-lo, desde que tenham acompanhamento médico, já que o resultado pode dar alterado devido as oscilações hormonais.

É preciso estar em um jejum de 8 horas antes da retirada do sangue, por isso deve ser feito, preferencialmente, cedo da manhã.

Além do exame, o seu médico deverá ser informado sobre o seu tipo de alimentação regular, os medicamentos que toma, se ingere suplementos, etc.

Após a coleta do sangue, não há nenhuma contraindicação.

O paciente poderá voltar as suas atividades regularmente e aguardar pela entrega do resultado.

O seu médico avaliará e dirá se é necessário entrar com alguma medicação para diminuir ou aumentar o índice de cortisol do organismo,

a fim de testar o funcionamento das glândulas suprarrenais.

Contudo, levar uma vida saudável é a melhor atitude que você pode ter, para manter o cortisol em equilíbrio e não sofrer nenhuma complicação.

app emagrecer 1

Para facilitar a sua vida, baixe o nosso aplicativo no seu  celular

gratuitamente  e receba todas as atualizações,

ao minuto, este é nosso contributo para melhorar a sua saúde.

Clique Aqui Para Baixar Gratuitamente

 

 

Sucesso

Emagrecer Com Saúde

Sobre o autor | Website

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.